Tipos de anemia: saiba quais são e como se prevenir

Tipos de anemia saiba quais são e como se prevenir

O termo anemia indica qualquer tipo de patologia onde há uma diminuição na redução do tamanho ou quantidade total de glóbulos vermelhos de uma pessoa é algo importante de ser elencado é que existem hoje diferentes tipos de anemia.

Falando de maneira prática a massa de glóbulos vermelhos (conhecidos como hemácias) é medida por meio da dosagem de uma proteína que recebe o nome de hemoglobina. É a hemoglobina que confere a cor vermelha ao sangue.

Embora a consequência física mais conhecida das anemias seja a palidez, os efeitos mais problemáticos possuem relação com a função dos glóbulos vermelhos. Como essas células são responsáveis pelo transporte de oxigênio para os tecidos, a instalação da patologia leva a uma menor liberação da substância para órgãos e tecidos corporais trazendo à tona uma série de problemas.

No artigo de hoje vamos te mostrar quais são os diferentes tipos de anemia, a sintomatologia e como se prevenir.

Conhecendo a anemia e suas causas 

Como citado em nossa introdução à anemia tem como principal característica a redução do número ou tamanho das hemácias sanguíneas ou da concentração da hemoglobina.

Nessas situações os números desses elementos se encontram em quantidades inferiores aos valores de referência, os quais podem depender de idade, sexo e local onde o paciente vive – já que a altitude, por exemplo pode influenciar na quantidade de hemácias.

Com relação às causas, a anemia pode ser desencadeada por uma série de fatores.

A deficiência de vitamina B12, presença de doenças parasitárias, patologias crônicas – principalmente as intestinais, sangramento, neoplasia e condições genéticas estão entre as principais razões que podem levar ao surgimento e instalação da doença.

Entretanto é importante ressaltar que embora existam variados tipos de anemia e causas, a forma mais comum é desencadeada pela deficiência de ferro, muitas vezes em decorrência de uma alimentação inadequada.

Principais sintomas 

Embora existam diferentes tipos de anemia, a sintomatologia das diferentes variáveis tendem a ser semelhantes entre si. Assim, pacientes com diferentes quadros da patologia tendem a apresentar os seguintes sinais:

  •         Palidez;
  •         Cansaço acompanhado por falta de ar;
  •         Sonolência;
  •         Dor de cabeça insistente seguida por quadros de tontura;
  •         Queda da pressão arterial;
  •         Irritabilidade seguida por dificuldades de concentração;
  •         Palpitações.

Os diferentes tipos de anemia 

Conforme foi dito existem diferentes tipos de anemia. Vamos te mostrar agora os principais deles.

Anemia ferropriva 

A anemia ferropriva, também chamada de anemia por deficiência de ferro, é um dos tipos mais comuns da doença podendo ser resultado direto de uma ingestão insuficiente de ferro, hemorragias, perdas sanguíneas provenientes de menstruação ou como consequência de uma infecção parasitária.

Trata-se do tipo mais relevante de mundo por conta de sua alta prevalência, principalmente em países subdesenvolvidos onde as pessoas têm menor acesso à alimentação de qualidade. É tratada com uso de suplementos e alterações alimentares.

Anemia megaloblástica 

A anemia megaloblástica é resultado da deficiência de vitamina B12 e ácido fólico. Ela pode ocorrer em decorrência a uma alimentação pobre em proteínas, hábitos alimentares inadequados, quando a pessoa resolve se tornar vegetariana ou vegana sem auxílio especializado ou por conta da presença de patologias que prejudicam a absorção de nutrientes.

O tratamento é feito com base na suplementação com doses diárias de vitamina B12 e folato.

Anemia falciforme 

A anemia falciforme é consequência direta de uma condição genética que afeta a produção da hemoglobina fazendo com que as hemácias – glóbulos vermelhos sofram deformação.

As hemácias possuem naturalmente um formato ovalado, mas nesse tipo de anemia elas adquirem um formato de foice, daí a nomenclatura da patologia. Essas hemácias em formatos específicos causam bloqueio dos vasos sanguíneos, impedindo uma oxigenação adequada dos tecidos e podem se romper facilmente.

Causando fraqueza, cansaço e principalmente inchaços o tratamento é feito ao longo da vida e inclui transfusões sanguíneas, uso de medicamentos e em casos mais graves transplante de medula óssea.

Talassemia 

A talassemia é mais um dentre os tipos de anemia. Trata-se de uma condição hereditária onde seus portadores apresentam um defeito na síntese de globina, uma substância responsável pela formação da hemoglobina.

As talassemias são classificadas de acordo com a cadeia afetada. As mais comuns são a alfa e a beta, podendo causar fadiga, fraqueza, icterícia, insuficiência cardiorrespiratória, e alterações em ossos, baço e fígado.

O tratamento varia de caso para caso, sendo comum o uso de fármacos, suplementos e transfusões sanguíneas.

Anemia aplástica 

Aqui temos um dos tipos de anemia mais raros. A anemia aplástica é uma doença autoimune onde a medula óssea tem a produção de células sanguíneas diminuídas pelo fato de o sistema imune a atacar, julgando que se trata de um agente agressor.

Pacientes portadores da anemia aplástica apresentam fraqueza, falta de ar, sonolência, dificuldades de concentração, manchas roxas pela pele e os sangramentos demoram para parar.

O tratamento é feito com o uso de medicamentos imunossupressores, transfusão sanguínea e transplante de medula óssea.

Como é feito o diagnóstico de anemia? 

O diagnóstico dos tipos de anemia só pode ser feito por meio de exames laboratoriais.

Um exame muito comum capaz de mostrar inconsistência na saúde das hemácias é o hemograma completo, que avalia tanto a série branca, quanto vermelha do sangue.

Além dele, outros exames específicos como ferro, ferritina, vitamina B12, testes genéticos podem ser solicitados para que um diagnóstico seja fechado.

Prevenir é possível 

Como mostramos aqui, existem alguns tipos de anemia que são impossíveis de prevenir. As de origem autoimune e hereditárias são exemplos disso.

No entanto, as que surgem por conta de deficiências sejam de vitaminas B12, ácido fólico e principalmente de ferro podem ser facilmente prevenidas.

Prevenindo anemia por meio da alimentação 

Uma ótima forma de prevenir diferentes tipos de anemia se dá por meio de uma alimentação balanceada e equilibrada rica em alimentos que sejam fontes de ferro, vitamina B12 e ácido fólico.

Alguns exemplos de alimentos ricos em ferro são: carnes vermelhas e brancas, miúdos, ovos, feijão, ervilha, lentilha e vegetais verde-escuros, como espinafre, rúcula e brócolis.

Já a vitamina B12 pode ser encontrada principalmente em alimentos de origem animal, como leite, ovos, carnes e peixes.

E por fim, o ácido fólico pode ser obtido diretamente da ingestão de alimentos como laranja, beterraba, levedo de cerveja, brócolis, sementes oleaginosas, beterraba, arroz, soja verde e vegetais verde-escuro.

Manter uma alimentação com esses alimentos é uma ótima forma de prevenir a

Suplementação é outra forma de prevenir 

Outra maneira de prevenir os variados tipos de anemia se dá por meio de suplementação com nutracêuticos à base de ferro em sua composição.

Um ótimo exemplo de suplemento ferroso é Rubralong. Formulado com Ferro bisglicinato (de alta absorção) + vitaminas e minerais pode ser uma boa solução para prevenção de anemia desde que tenha o consumo e doses orientadas por um profissional.

E já que estamos falando em anemia, que tal conhecer um pouco mais sobre a forma com que essa patologia pode acometer as crianças? Para isso, é só clicar aqui.