Como os suplementos podem contribuir para a longevidade

suplementos podem contribuir para a longevidade

O envelhecimento é um processo natural de qualquer ser humano. No entanto, viver bem e melhor também é um desejo comum, mas que nem sempre é fácil de ser cumprido. Nesse sentido, os suplementos podem contribuir para a longevidade e ter um papel fundamental na qualidade de vida durante a terceira idade.

Antes de tudo, é importante entender alguns conceitos sobre o processo de envelhecimento.

Por que e como envelhecemos?

O processo de envelhecimento acontece principalmente em função do tempo e é também influenciado por fatores externos. Assim, as células diminuem suas atividades ou até mesmo as encerram. Isso pode ainda desencadear uma série de problemas em outros órgãos.

Além disso, alguns fatores externos como exposição aos raios solares, alimentação inadequada, consumo de álcool e cigarro, por exemplo, geram um aumento na produção de radicais livres.

Esses radicais são uma das principais causas do envelhecimento e para proteger o organismo contra eles, são necessárias substâncias como vitaminas, minerais e antioxidantes. Esses elementos agem neutralizando os efeitos negativos dessas substâncias e a principal fonte desses nutrientes é a alimentação. E esse é justamente o maior problema na terceira idade.

Nosso corpo necessita de nutrientes para reparar, recuperar e executar funções. Para isso, é preciso ter uma dieta adequada e rica em nutrientes. O que acontece na terceira idade é que, muitas vezes, os alimentos que são ricos em nutrientes são duros demais e exigem uma mordida mais potente, o que pode ser uma dificuldade para os idosos.

Assim, surge a carência de nutrientes. Mas como resolvê-la?

Como os suplementos podem contribuir para a longevidade?

Muitos fatores, além dos suplementos, podem contribuir para a longevidade. Entre eles, podemos citar um estilo de vida saudável, com a prática de atividades físicas regulares e uma boa alimentação. Mas quando uma dessas atividades não é feita, acontece um desequilíbrio, que pode desencadear um envelhecimento mais rápido e uma tendência maior ao surgimento de doenças.

Por isso, os suplementos nutricionais são feitos para reforçar e melhorar o desempenho de algumas funções do organismo. Além disso, eles repõe energia e nutrientes que auxiliam, por exemplo, a reduzir a perda de massa magra e de força da musculatura, o que pode auxiliar o idoso na prática de atividades físicas.

O uso desse tipo de suplemento é recomendado principalmente para evitar a desnutrição. Além disso, eles podem garantir a oferta de doses essenciais de proteínas e nutrientes. Isso porque os suplementos e nutracêuticos contêm vitaminas, minerais e outras substâncias que já são encontradas nos alimentos e plantas e ajudam a manter uma boa nutrição.

Exemplos de suplementos

Um exemplo são as vitaminas, que são alguns dos elementos essenciais para o bom funcionamento do corpo. O consumo de vitamina E é bastante eficaz no combate aos radicais livres. Já a vitamina D regula o sistema imunológico, além de zinco, creatina e betacaroteno, entre outros.

Uma boa opção é então apostar nos multivitamínicos, como o Glineon A-Z.  Ele contém todas as vitaminas e minerais que o organismo precisa para funcionar corretamente. Estes suplementos podem contribuir para a longevidade porque repõe esses nutrientes necessários à várias funções do corpo, principalmente nessa fase da vida.

Paralelamente com os multivitamínicos, é importante que, durante a terceira idade, sejam consumidos também outro suplementos. Assim, eles podem atuar em carências específicas, como falta de cálcio ou ferro. Com isso, o idoso se torna mais apto a praticar atividades físicas, por exemplo, o que torna os resultados dessa suplementação ainda melhores.

Manter bons hábitos nutricionais: a chave para a longevidade

Para ter uma vida mais longa e saudável, a boa nutrição é essencial. Por isso, alimentar-se adequadamente e complementar com uma boa suplementação pode ser a chave do sucesso. Além disso, é importante lembra-se de fazer exames regulares e contar com o auxílio de profissionais habilitados.