Intestino preguiçoso: saiba o que é e como tratar o problema

intestino preguiçoso, o que é e como tratar

O intestino preguiçoso é um problema de saúde que pode se manifestar de diferentes formas de pessoa para pessoa. As mulheres são as que mais sofrem com essa condição, conforme mostra uma pesquisa realizada pela Fundação Brasileira de Gastroenterologia (FBG).

De acordo com o estudo, duas em cada três entrevistadas disseram ter problemas intestinais. Esse número representa 67% das respondentes, um índice bem alto. Ainda segundo a pesquisa, isso resulta em outros incômodos, como a interferência na vida sexual.

Embora seja uma condição frequente, é possível tratá-la de forma fácil e eficaz. Nós podemos te ajudar nisso, basta continuar com a leitura para descobrir! 

Afinal, o que é um intestino preguiçoso? 

Intestino preguiçoso é o termo utilizado para se referir a condição de intestino preso ou prisão de ventre. De forma resumida, a pessoa que tem o intestino preguiçoso costuma apresentar dificuldades para fazer algumas de suas necessidades fisiológicas.

Vale ressaltar, no entanto, que a quantidade de vezes em que se vai ao banheiro varia muito de acordo com a idade e os hábitos de cada pessoa. Geralmente, o ideal é que se tenha um padrão. Se você evacua duas ou três vezes por dia, por exemplo, esse é o seu parâmetro.

Existe também um sistema de classificação das fezes, chamado de Escala de Bristol, utilizada pelos médicos para avaliar a forma e a consistência do bolo fecal. 

De acordo com essa classificação, as fezes podem ser enquadradas em sete categorias:

  1. Caroços duros e separados, difíceis de passar;
  2. Formato de uma salsicha, porém com grânulos;
  3. Formato de uma salsicha, com fissuras na superfície;
  4. Formato de uma salsicha, suave e macio;
  5. Formato de bolhas suaves e com bordas bem nítidas;
  6. Peças mais fofas e com as bordas em pedaços;
  7. Fezes totalmente líquidas, sem partes sólidas.

Nessa escala, os formatos 3 e 4 são considerados ótimos. As classificações 5, 6 e 7 indicam um quadro de diarréia. Já os números 1 e 2 indicam a constipação.

Exames de fezes, hemogramas e colonoscopia podem ser solicitados pelo médico para avaliar o quadro e propor o melhor tratamento para cada paciente.

Quais são os sintomas do intestino preguiçoso?

Os sintomas do intestino preguiçoso são bem característicos e podem aparecer isoladamente ou em conjunto. Os principais deles são:

  • Sensação de evacuação incompleta – pessoa vai ao banheiro, mas sente que não evacuou completamente;
  • Necessidade de esforço durante a evacuação;
  • Vômitos sem causa aparente;
  • Inchaço abdominal;
  • Fezes endurecidas;
  • Cólicas; e
  • Gases.

Quais são as principais causas da constipação?

O intestino preguiçoso pode apresentar uma série de causas. Separamos aquelas que são consideradas as principais para o desenvolvimento desse quadro. 

Lembre-se, no entanto, que cada corpo é um corpo, por isso as causas podem ser as mais diversas e específicas. Consultar um médico é sempre a melhor opção para diagnosticar qualquer problema com o seu intestino e tratá-lo de forma correta.

Alterações do organismo

Muitas vezes, as alterações no organismo podem desencadear o mau funcionamento intestinal. 

Dentre as principais mudanças de funcionamento que contribuem para a instalação desse quadro estão o hipotireoidismo e o hipertireoidismo, que alteram o funcionamento hormonal do corpo como um todo.

Presença de alguma patologia

A presença de patologias também é algo que está intimamente ligada com a síndrome do intestino preguiçoso. 

Síndrome do intestino irritável, síndrome do cólon irritável, gastrite e hemorróidas estão entre as doenças que contribuem para o surgimento do problema.

Baixa ingestão de fibras

Aqui temos uma causa clássica! As fibras provenientes da alimentação são responsáveis pela formação do bolo fecal e pela absorção de água por esse bolo.

Uma pessoa que consome poucas fibras pode ter um bolo fecal pequeno e ressecado, o que dificulta sua movimentação pelo interior do intestino delgado, possibilitando a ocorrência da condição. 

Baixa ingestão de líquidos

Outro problema comum entre muitas pessoas é a baixa ingestão de líquidos. A água é tão importante para o funcionamento do intestino quanto o consumo de fibras. 

De nada adianta ingerir fibras e não tomar água. Ao agir dessa maneira, seu intestino continuará preguiçoso e pouco funcional, o que pode agravar ainda mais a situação em que você se encontra. 

Sedentarismo

A última causa clássica é o sedentarismo. Praticar atividades físicas favorece o movimento e funcionamento do intestino, também chamado de peristaltismo, o que ajuda no processo de evacuação.

Logo, as pessoas  que são sedentárias tendem a ter mais chances de apresentar intestino preguiçoso do que aquelas que realizam atividades físicas no seu dia a dia.

Como tratar o problema?

Agora você já sabe quais os sintomas do intestino preguiçoso e como a condição pode surgir. É chegado o momento de mostrarmos como resolver o problema. Veja algumas dicas!

Mude a sua dieta

Para quem sofre com intestino preguiçoso, recomenda-se uma dieta laxativa. É muito importante inserir frutas, verduras e legumes na alimentação. A laranja, a ameixa, o mamão e as folhas verdes, em geral, são excelentes opções.

Também é recomendado o consumo de cereais integrais, como o arroz, a aveia, as sementes de linhaça, entre outros. Isso porque as fibras presentes nesses alimentos podem ajudar a soltar o intestino.

Aumente o consumo hídrico

Embora se diga que é necessário beber dois litros de água por dia, esse número varia muito de pessoa para pessoa, levando em consideração fatores como o peso de cada um. Um indivíduo que pesa 100 kg, por exemplo, precisa ingerir mais líquidos do que alguém que pesa 50 kg.

É importante conversar com o seu médico ou nutricionista e descobrir qual é a quantidade de líquido que você precisa consumir por dia, para se manter bem hidratado. Vale lembrar que você não precisa beber apenas água! Os sucos e chás são excelentes opções para inserir na dieta durante o dia.

Pratique atividades físicas

Caso você seja sedentário, é importante que comece a praticar atividades físicas diariamente. Se você não gosta de frequentar uma academia, por exemplo, pode procurar outras opções de exercício, como uma caminhada em parque ou praça próximo à sua casa.

Aqui também vale fazer pequenas mudanças na rotina, como deixar o carro na garagem e fazer trajetos curtos a pé ou de bicicleta, bem como parar de usar o elevador e subir pelas escadas do seu prédio, por exemplo.

Se em um curto período de tempo o intestino continuar preguiçoso, o ideal é buscar ajuda médica profissional para uma pesquisa detalhada de saúde. O profissional poderá solicitar a realização de exames de sangue e de imagem, por exemplo.

Vale a pena usar suplementos para tratar o intestino preso?

Em algumas situações, médicos e nutricionistas podem prescrever suplementos à base de fibras ou probióticos para seus pacientes com o intuito de promover maior saúde intestinal.

Dois suplementos são bastante úteis para tratar um intestino que teima em não funcionar. São eles: Floralac e Suavlax.

Floralac é um suplemento vitamínico que contém fibras prebióticas a base de lactulose e frutooligossacarídeos. Ele tem como função promover o equilíbrio da flora intestinal, normalizando o trânsito do bolo fecal e aliviando os sintomas de inchaço e distensões abdominais.

Já o Suavlax, contém fibras e frutooligossacarídeos em sua composição, ajudando na formação e consequentemente eliminação do bolo fecal.

Ambos os suplementos são ótimas escolhas para quem sofre com o intestino preguiçoso.

Outro fator que pode contribuir para o surgimento do intestino preguiçoso é a ansiedade e o excesso de preocupação. Para saber como controlar a ansiedade e melhorar sua qualidade de vida, é só clicar aqui e ler mais um conteúdo especial produzido por nossa equipe.

E não se esqueça: intestino preguiçoso é uma condição chata, mas não impossível de tratar. Preste atenção nas nossas dicas e todo o problema será solucionado rapidamente!