Saúde intestinal: entenda a importância dos prebióticos

Entenda a importância dos prebióticos para a saúde intestinal

Cuidar da saúde intestinal é muito importante e os prebióticos têm grande papel nisso

O funcionamento total do intestino ainda é desconhecido por muitos pesquisadores, cientistas e profissionais da saúde. 

É claro que já se sabe muito e, até onde podemos compreender, os prebióticos são fundamentais para o bom funcionamento do organismo e, principalmente, para a manutenção da saúde intestinal. 

Mas você sabe o que são prebióticos, onde encontrá-los e por que são tão importantes? No conteúdo de hoje falaremos exatamente sobre isso, basta continuar com a leitura! 

O que são prebióticos?

Os prebióticos são compostos alimentares não digeríveis, que agem de forma benéfica no trato digestório das pessoas.

De maneira simplificada, podemos dizer que nada mais são do que fibras alimentares que não são digeridas pelo organismo, mas que favorecem a multiplicação de bactérias benéficas que vivem no nosso intestino.

FOS – ou frutooligosacarídeos, inulina, pectina e lignina são os exemplos mais clássicos de fibras prebióticas, que podem ser encontradas nos seguintes alimentos:

  • Aveia;
  • Cebola;
  • Banana;
  • Maçã;
  • Pera;
  • Cascas de sementes como gergelim e linhaça;
  • Feijão;
  • Lentilha;
  • Aspargo;
  •  Alho;
  • Chicória.

Para as pessoas que não gostam dos alimentos citados ou que não podem se alimentar via oral, é possível fazer uso de suplementos que contêm prebióticos em suas composições, desde que haja orientação profissional para isso.

A importância dos prebióticos à saúde

Depois de mostrar as principais fontes de prebióticos, é hora de falar sobre sua importância à saúde. Vamos lá!

Crescimento de bactérias intestinais 

O intestino humano é povoado por bactérias intestinais benéficas e maléficas que convivem em equilíbrio. 

Quando há desequilíbrio dessas famílias bacterianas, havendo maior presença de micróbios maléficos, problemas de saúde como diarreia, má digestão, formação de gases, síndrome do intestino irritável etc. podem ocorrer.

É sempre fundamental que haja maior quantidade de bactérias benéficas do que maléficas em nossa flora intestinal. E manter as colônias bacterianas do bem em maior quantidade é, talvez, a maior importância do consumo de prebióticos.

Funcionamento intestinal

É comum que muitas pessoas apresentem o intestino preguiçoso, o que as faz passar dias sem conseguir ir ao banheiro. Isso é consequência direta da ausência de fibras prebióticas na alimentação. 

Prisão de ventre constante, sensação de estufamento e empachamento podem ser facilmente revertidas com o consumo regular de prebióticos.

Melhora do funcionamento do organismo

O intestino é o órgão responsável pela absorção de nutrientes como vitaminas, minerais, proteínas, gorduras e carboidratos, essenciais ao funcionamento do organismo como um todo.

A melhora do funcionamento do organismo é outra grande importância dos prebióticos à nossa saúde. Com um maior número de bactérias benéficas e melhora no funcionamento intestinal, o organismo e os demais sistemas passam a funcionar de modo mais adequado e o resultado dessa interação é a saúde generalizada como um todo.

Pessoas que consomem prebióticos são mais saudáveis! 

Nutracêuticos também são fontes de prebióticos

Os prebióticos também podem ser encontrados em quantidade balanceada em alguns nutracêuticos, soluções farmacêuticas que contém nutrientes com propriedade comprovada de trazer mais saúde de vida. 

A Dovalle, por exemplo, possui uma linha de suplementos nutracêuticos completas que podem ajudar você a potencializar sua saúde. 

Para conhecer nossa linha de produtos basta clicar aqui

A correlação dos aminoácidos e ganho de massa muscular

Ganho de massa muscular

Se você busca ganho de massa muscular, é importante entender sua relação com os aminoácidos. 

Quando o assunto é composição corporal e ganho de massa muscular, muitas pessoas idealizam uma rotina extenuante e diária de exercícios físicos.

Entretanto, existe um nutriente de grande importância para a manutenção e construção dessa massa muscular: os aminoácidos.

No blog post de hoje, vamos te mostrar qual é a correlação dessas moléculas com o ganho de massa muscular. Confira!

O que são aminoácidos, afinal? 

Aminoácidos são moléculas formadas por átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e, em alguns casos, até mesmo enxofre. São essas moléculas, enfileiradas em cadeia, que formam as proteínas. 

Algo importante de ser mencionado sobre os aminoácidos é que eles são divididos em duas categorias, os essenciais e os não essenciais. tirosina, serina, prolina e arginina

Os aminoácidos não essenciais são aqueles produzidos naturalmente pelo organismo, como: 

·         alanina;

·         ácido aspártico;

·         ácido glutâmico;

·         asparagina;

·         cisteína;

·         glicina;

·         glutamina;

·         tirosina;

·         serina;

·         prolina;

·         arginina;

Já os aminoácidos essenciais são aqueles que o organismo não é capaz de sintetizar, por isso, precisam ser obtidos através de alimentação e/ou suplementação.

·         isoleucina;

·         fenilalanina;

·         leucina;

·         lisina;

·         metionina;

·         valina;

·         histidina;

·         treonina;

·         triptofano.

Os aminoácidos e o ganho de massa muscular

Depois de conhecer os aminoácidos e saber que eles são partes importantes nas moléculas de proteínas, é importante ter em mente que essas pequenas moléculas atuam em frentes diferentes dentro do nosso organismo.

Uma das frentes de atuação dos aminoácidos diz respeito à formação de energia e a outra, muito importante para o ganho de massa muscular, é o reparo e formação de novos tecidos.

Sendo assim, podemos afirmar que o os aminoácidos são fundamentais e não devem ser negligenciados por quem deseja ganhar e manter músculos.

Mas como os aminoácidos agem no ganho de massa muscular? Esse deve ser seu questionamento nesse exato momento. Para melhor compreensão, vamos dividir a ação dos aminoácidos em duas etapas distintas: Geração de energia e renovação tecidual.

Geração de energia

O ganho de massa muscular só ocorre após a ocorrência de microlesões musculares ocasionadas por exercícios de força: a famosa musculação. 

Em um primeiro momento, é necessário que o organismo tenha energia suficiente para se movimentar e realizar esse tipo de atividade.

Nesse momento, então, os aminoácidos agem de modo a promover energia, possibilitando as pequenas lesões musculares que darão origem a novos músculos.

A renovação tecidual 

Uma vez que os músculos são lesionados, eles precisam receber nutrientes para crescerem e aumentarem. E é aí que os aminoácidos entram.

Podemos enxergar a musculatura como uma parede, os músculos como tijolos e o cimento como os aminoácidos. Quando você deseja ampliar um cômodo, por exemplo, você quebra a parede, mas antes de colocar novos tijolos é necessário cimento para dar firmeza aos novos tijolos, correto?

Pois bem, a musculação é como a quebra da parede, os aminoácidos são as estruturas fundamentais de sustentação e firmamento dos novos tijolos que surgirão no processo de expansão.

Sem a presença de aminoácidos, o ganho de massa muscular não ocorre, por isso a importância de consumi-los diariamente.

Principais fontes de aminoácidos

Os aminoácidos podem ser obtidos principalmente através da alimentação. Alimentos ricos em proteínas, tais como carne, frango, peixes, ovos, lácteos, feijão, lentilha, grão de bico, spirulina são ótimas fontes de aminoácidos.

Além dos alimentos, os aminoácidos para ganho de massa muscular também podem ser obtidos através do consumo de suplementos. 

No entanto, é necessário que haja uma orientação profissional para o consumo de suplementos à base de aminoácidos, uma vez que doses elevadas podem causar riscos à saúde.

Aminoácidos na manutenção de massa muscular 

Outro ponto importante é que, além de promover o ganho de massa muscular, aminoácidos também auxiliam a manter a massa muscular, sendo de grande importância para prevenção de sarcopenia – que é a perda de músculos, que acometem principalmente os idosos.

Dessa forma, é necessária uma ingestão adequada de aminoácidos durante todos os períodos da vida.

Uma ótima forma de se obter aminoácidos se dá através do uso de suplementos nutracêuticos. Nós da Dovalle, trabalhamos com o que há de melhor em termos de matéria-prima e temos à disposição um nutracêutico à base de aminoácidos: o Algi Muscular.

O Algi Muscular é um suplemento em pó, formulado à base de aminoácidos essenciais voltado à saúde muscular de seus consumidores. Ele é isento de açúcar, glúten e lactose e contém vitaminas e minerais em sua formulação. É, sem sombra de dúvidas, uma ótima opção para quem busca saúde muscular.

Além do Algi Muscular, a Dovalle conta ainda com uma linha repleta de nutracêuticos com diferentes finalidades e aplicações para sua saúde, buscando lhe oferecer sempre o que há de melhor. Todos os produtos podem ser conferidos através desse link.

Quando se fala em cuidados com a saúde, conte com quem realmente entende e se preocupa com você. Conte com a Dovalle.

Vitamina D e imunidade: por que fortalecer seu organismo com o sol?

Saiba qual é a relação da vitamina D e imunidade e ganhe em saúde!

Vivemos hoje um momento preocupante que não era visto há muito tempo. Uma pandemia que afeta um grande número de pessoas e, consequentemente, sobrecarrega os sistemas de saúde por onde passa, causada por uma nova espécie de coronavírus (Covid-19). Por conta dessa situação, muitos estudos vêm sendo realizados com o objetivo de potencializar a saúde em geral. 

Dentre as múltiplas pesquisas, a relação entre vitamina D e imunidade tem se destacado. É sobre isso que falaremos no artigo de hoje.

Vitamina D e imunidade: compreenda a relação

Embora seja chamada de vitamina D, essa substância possui forma molecular e ações semelhantes a de hormônios. Também conhecida como vitamina do sol, ela pode ser sintetizada através da exposição solar ou por meio de suplementação.

Há tempos que que a vitamina D e imunidade são estudadas. A substância é conhecida por aumentar níveis de interleucina 10, um composto capaz de amenizar ação de patologias autoimunes.

Além dessa ação autoimune, a vitamina D é conhecida por ações perante o funcionamento do sistema imune. É comprovado cientificamente que manter bons níveis da substância colaboram para um sistema imune mais fortalecido e ativo.

Níveis insuficientes de vitamina D podem levar à desregulação de respostas imunes e contribuir para a invasão de agentes invasores, como é o caso do novo coronavírus.

Vitamina D e coronavírus

Uma pesquisa realizada na Itália, país com maior número de mortos até agora na pandemia, mostrou que muitos dos pacientes, principalmente os idosos apresentavam baixos níveis da vitamina em seu organismo.

De maneira conjunta aos estudos, os pesquisadores sugerem a sistemas de saúde do mundo todo, que garantam níveis adequados de vitamina D à população, sobretudo os já infectados, seus familiares, profissionais da saúde que estão na linha de frente de combate e idosos frágeis.

Obtenção de vitamina D

A vitamina D é conhecida como vitamina do sol pelo simples fato do organismo humano sintetizá-la através da exposição solar. A recomendação geral hoje é de que as pessoas, mesmo em quarentena ou isolamento social, se exponham ao sol, por um período de 10 a 15 minutos diários, mesmo que seja na janela.

Para aqueles que não conseguem se expor, a recomendação é que entrem em contato com seus médicos e nutricionistas para a organização de um esquema de suplementação, com a finalidade de garantir vitamina D e imunidade.

É válido reiterar que o uso da vitamina D por conta própria também não é recomendado, uma vez que o consumo excessivo, pode causar efeitos indesejados no organismo.

Vitamina D não é a cura

Embora vitamina D e imunidade estejam interligadas, algo importante de ser mencionado é que a substância não deve ser vista como a cura para o novo vírus que tem se espalhando pelo mundo, mas sim uma ajuda capaz de prevenir a infecção, ou então acelerar o processo de recuperação dos pacientes.

Conte com a Dvalle para manter sua saúde

Depois de descobrir a relação entre vitamina D e imunidade, saiba que você pode contar conosco para se proteger.

Com uma linha de suplementos nutracêuticos de excelência, a DoValle é referência em todo o Brasil no que diz respeito à manutenção da saúde.

Para conhecer nossos produtos, basta acessar esse link.

Dicas para enfrentarmos juntos a Covid-19

Confira as principais dicas para enfrentarmos juntos a pandemia de Covid-19

O mundo sofrendo com o avanço da Covid-19, doença causada por um novo tipo de coronavírus que ao sofrer um processo de mutação, deixou de infectar somente organismos animais e passou a afetar também o ser humano. Em muitos países do mundo, vive-se uma onda de solidariedade, preocupação e cuidado ao próximo. E isso é essencial para que sejamos capazes de superar esse delicado momento que se inicia no Brasil.

Hoje vamos falar dar dicas para juntos enfrentarmos

 o coronavírus e a Covid-19. Confira.

Compreendendo a disseminação do vírus

Para saber como enfrentar, é preciso saber como a disseminação do vírus e consequentemente da doença ocorre.

Uma vez contaminado, o organismo terá presença do vírus em uma série de fluídos biológicos, tais como urina, fezes, suor e principalmente saliva. Com isso, a disseminação do vírus pode ocorrer através de tosses, espirros, apertos de mão, uso de talheres e roupas de banho contaminadas.

De acordo com o New England Journal Of Medicine, o vírus pode sobreviver nas seguintes superfícies em diferentes períodos de tempo:

  • Aço inoxidável – 72 horas;
  • Plástico- 72 horas;
  • Papelão – 24 horas;
  • Cobre – 4 horas;
  • Ar e poeira – 1 hora.

Tendo conhecimento sobre esses fatos, é possível seguirmos rumo as nossas dicas de como enfrentar a Covid-19.

Principais dicas para enfrentar a Covid-19

O atual momento exige cautela, cuidado, mas não pânico. Através de simples ações é possível se manter resguardado da Covid-19. Confira as principais.

1. Respeite o período de quarentena

Estudos e demais países que já enfrentaram e ainda enfrentam o coronavírus demonstram que a principal forma de conter o avanço da Covid-19 se dá através do isolamento social. Por isso, se possível evite se expor de maneira desnecessária. Em outras palavras: Fique em casa.

2. Mantenha hábitos de higiene

Caso seja necessário sair de casa, mantenha bons hábitos de higiene. Mantenha as mãos limpas com álcool em gel, ou simplesmente com água e sabão, a lavagem das mãos inclusive, deve ser feita de modo completo, até o antebraço, com duração de pelo menos 20 segundos.

Evite abraços, beijos e apertos de mãos, mesmo de pessoas conhecidas. Caso seja necessário tossir ou espirrar, faça isso levando o rosto sempre a parte interna do cotovelo.

3. Alimente-se com qualidade

Pelo fato da Covid-19 ser uma doença de origem viral, ou seja, infecciosa, manter o sistema imunológico funcionando é muito importante e a melhor forma de se fazer isso se dá através da alimentação.

Opte por pratos coloridos, com saladas e legumes. Frutas, cereais, arroz, feijão, azeite também são ótimas opções, além de fontes de proteínas. Beber água e evitar alimentos industrializados também é fundamental.

4. Não pare de se exercitar

Atividades físicas também são eficazes para manter o sistema imunológico funcionando. Entretanto é recomendado que elas sejam mais leves e pouco desgastantes. Abdominais, subir e descer escadas, pular corda e usar halteres leves são ótimas opções de atividades que podem ser feitas em casa durante período de quarentena.

5. Cuide da sua saúde mental

Outro ponto importante nesse primeiro momento é cuidar de sua saúde mental. Evite o alto consumo de informações sobre a doença, pois elas podem causar sentimentos de ansiedade, pânico e estresse, que prejudicam o funcionamento do sistema imunológico.

Para cuidar de sua saúde mental, crie uma rotina, levantando todos os dias no mesmo horário e caso seja possível, trabalhe de casa. Pratique leituras, ouça músicas que gosta e pratique exercícios de respiração ou meditação, eles ajudam a acalmar e aliviar a tensão desse momento único.

Uma boa saúde começa com uma boa nutrição

A suplementação adequada pode auxiliar o sistema imune em várias situações específicas em que seja necessário repor nutrientes, favorecendo o metabolismo a criar mais resistência e assim manter um hábito de vida mais saudável através da nutrição.

Levamos a você mais vontade de viver. 

Cuide-se.

5 benefícios do colágeno que você precisa conhecer

Famoso entre quem busca saúde da pele, o colágeno é uma substância de grande importância para  do organismo. Embora seja associado muitas vezes somente à pele, sua ação ocorre em diferentes regiões corporais, trazendo uma série de efeitos positivos. No artigo de hoje, falaremos sobre os benefícios do colágeno que você precisa conhecer.

O que é o colágeno, afinal?

Embora muito se fale sobre os benefícios do colágeno, muita gente não sabe o que é a substância em si. Então, vamos explicar.

O colágeno, na verdade é uma proteína que tem como principal função, fornecer estrutura para as células, colaborando assim na manutenção da aparência jovial da pele, cabelos unhas. Além disso, essa substância é capaz de agir em ossos, músculos e articulações mantendo-os mais saudáveis e funcionais.

O colágeno é a proteína mais comum em todo o organismo humano, representando cerca de 30% delas. Embora seja produzida pelo organismo, com o passar dos anos, sua produção tende a diminuir, se fazendo necessária a suplementação.

Popularmente chamamos o colágeno de cimento celular. Ela compõe a matriz extracelular e o tecido conjuntivo – que são utilizados para conectar nossas células. São esses materiais que fazem o colágeno ser tão importante para o organismo.

Depois dessa apresentação, vamos agora à melhor parte desse artigo, onde apresentaremos os principais benefícios do colágeno.

5 benefícios do colágeno que você precisa conhecer

O colágeno pode contribuir com a nossa saúde de diferentes maneiras. Veja quais são as principais delas.

1. Prevenção da osteoporose

O envelhecimento traz consigo um grande impacto na produção de colágeno. Os níveis baixos podem interferir na saúde óssea, resultando em osteoporose, o que aumenta o risco de fraturas, além de diminuição de mobilidade.

Um dos principais benefícios do colágeno se dá na produção de osteoblastos, que são células ósseas. A suplementação da substância pode ajudar a compensar a baixa produção do organismo, prevenindo assim a osteoporose.

2. Acelera o processo de cicatrização

Um dos principais benefícios do colágeno se dá sobre o processo de cicatrização. Sempre que nos machucamos, o colágeno em entra em ação sabia?

Isso ocorre porque uma de suas ações é substituir as células danificadas ou perdidas. Por isso, tomar colágeno hidrolisado em pó, é capaz de ajudar a acelerar o processo de cicatrização. Dessa forma, é possível fazer uso de suplementos após um corte cirúrgico, arranhões e até mesmo uma contusão ou escoriações, por exemplo.

3. Controle da ansiedade

O colágeno hidrolisado contém glicina em sua composição – um aminoácido conhecido por sua modulação hormonal.

Ao ingerir colágeno, a glicina auxilia a equilibrar os hormônios corporais, diminuindo naturalmente os níveis de cortisol, o famoso hormônio do estresse. Por isso, suplementar colágeno, combaterá de maneira natural a ansiedade, trazendo mais leveza e bem-estar para o seu dia a dia.

4. Ajuda a emagrecer

Ajudar a emagrecer é mais um dos benefícios do colágeno. Esse benefício, na verdade ocorre como uma consequência.

O emagrecimento proveniente do colágeno é uma reação natural do organismo. Isso porque o colágeno ajuda na formação e manutenção de massa muscular. Com a formação e manutenção de músculos, o metabolismo se torna acelerado de maneira automática e para se manter funcionando, acaba consumindo gordura corporal como fonte de energia, o que naturalmente ajuda a emagrecer.

5. Melhora a saúde da pele

Como muita gente sabe, o sol é um dos principais inimigos da pele e seus impactos são ainda maiores quando o organismo possui deficiência de colágeno.

Como citado, o colágeno promove renovação celular, melhorando a elasticidade da pele, o que evita o surgimento ou a piora de rugas, manchas e sinais de envelhecimento na pele.

Estudos demonstram que pessoas que pessoas que fazem uso de colágeno hidrolisado diariamente tem a pele menos danificada pelo sol, além de menores níveis de oleosidade, maior hidratação e derme mais tonificada.

Elastigem é a opção de colágeno da DoValle

Com mais de 50 anos de experiência no mercado de nutracêuticos, o laboratório DoValle é referência na produção e distribuição de nutracêuticos de qualidade. E como era de se esperar, possuímos nossa versão de colágeno hidrolisado – o Elastigem.

Elastigem é um suplemento alimentar na forma de pó, produzido com peptídeos bioativos de colágeno, coenzima Q10, ácido hialurônico e associações.

Com um alto teor de minerais, ele é a opção ideal para quem deseja e precisa suplementar colágeno.

Para consumir, basta dissolver 1 sachê de Elastigem em 250 de água ou outra bebida de sua preferência e consumir, preferencialmente gelado após o preparo.

Adicione elastigem à sua rotina alimentar e colha dos os benefícios do colágeno.

Para conhecer Elastigem basta clicar aqui!

Dezembro Laranja: Os principais cuidados com a pele

Conheça os principais cuidados com a pele que devem ser tomados nos dias de hoje!

Infelizmente se tornou algo comum as pessoas só darem importância aos cuidados com a pele no verão. No entanto, cuidar da pele é algo que precisa ser feito de maneira diária durante todas as estações do ano e existem algumas maneiras específicas de se proteger dos raios solares que chegam até a gente diariamente.

No artigo de hoje, vamos explicar o que é o Dezembro Laranja e quais são os principais cuidados com a pele. Confira.

Dezembro Laranja, o que é?

O Dezembro Laranja é uma ação promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD para conscientizar as pessoas sobre os cuidados com a pele, principalmente durante o verão, onde a exposição solar sem nenhum tipo de proteção pode causar queimaduras, manchas e ainda servir como fator inicial para o desenvolvimento de câncer.

Principais cuidados com a pele

Diferente do que muita gente acredita, cuidar envolve uma série de ações específicas. Sendo as principais:

  • Não exposição ao sol no horário de pico;
  • Uso de protetores solares;
  • Uso de roupas adequadas;
  • Suplementação com nutracêuticos.

Vamos falar um pouco sobre cada um deles?

Não exposição ao sol nos horários de pico

Por ser um país tropical, o Brasil recebe quase que o ano inteiro grandes quantidades de raios ultravioletas do tipo A e do Tipo B os famosos UVA e UVB. No entanto, é durante a primavera e o verão que esses raios se tornam mais fortes, principalmente durante o horário de pico que vai das 10h às 16h. Sendo assim, o recomendado é que se evite a exposição direta ao sol durante esse período de tempo.

Uso de protetores solares

Um dos principais cuidados com a pele é o uso de protetores solares. Fazer uso de filtros solares não só durante o verão, mas também durante o ano inteiro é fundamental para saúde da pele e de todo o organismo em si. Esse tipo de produto protege contra queimaduras, previne desidratação e ainda evita o surgimento de diferentes tipos de câncer de pele.

Uso de roupas adequadas

Outro ponto de grande importância pensando nos cuidados com a pele é o uso de vestimentas adequadas. Embora possa parecer desconfortável, utilizar camisetas de mangas compridas, bonés, chapéus e até mesmo óculos de sol, são de grande importância na proteção contra os raios ultravioletas.

Suplementação com nutracêuticos

E por fim, um dos principais cuidados com a pele pode ser obtido através da suplementação com nutracêutico.

O nutracêutico mais indicado para proteção da pele é o óleo da semente de uva. Rico em gordura do tipo ômega 6 e vitaminas esse tipo de produto age diretamente nas células da pele, tornando-as mais nutridas e consequentemente resistentes às ações dos raios solares. Esse tipo de suplementação é um cuidado que ocorre literalmente de dentro para fora.

Resverol garante a saúde da pele

Depois de ler esse conteúdo você deve estar se perguntando: Mas onde posso encontrar um nutracêutico dessa natureza?

A resposta é simples e está apenas a um clique de distância. Resverol é o nutracêutico desenvolvido pelo Laboratório DoValle à base de semente de uvas.

Incluí-lo em sua rotina diária e tomar os cuidados citados anteriormente é a melhor forma de garantir a saúde e funcionamento das células da pele. Para saber mais sobre resverol, basta clicar aqui.

Como a venda de nutracêuticos pode alavancar o seu negócio

Pouco tempo atrás, suplementos eram vistos como opções apenas para atletas e praticantes de atividades físicas. No entanto, aos poucos, a população passou a compreender a importância e os benefícios que esses  produtos são capazes de proporcionar à saúde. Ao apostar nessa linha de negócios, o empresariado só junta benefícios, pois promove efeitos únicos à saúde de seus clientes, além de retorno financeiro ao seu comércio. Hoje vamos mostrar como a venda de nutracêuticos é capaz de alavancar o seu negócio.

Motivos para apostar na venda de nutracêuticos

Como se sabe, a mentalidade da população vem mudando. Hoje, é cada vez mais comum a preocupação com saúde, vitalidade, bem-estar e consumo de substâncias naturais, sem grandes adições químicas. Por isso, apostar na venda de nutracêuticos pode alavancar negócios.

Os principais motivos para vender nutracêuticos são:

  • Se tornar um ambiente de referência;
  • Ofertar compostos naturais;
  • Adequação à mentalidade populacional;
  • Segurança aos clientes.

Vamos dissertar agora sobre cada um desses motivos.

Se tornar um ambiente de referência

A venda de nutracêuticos é um verdadeiro divisor de águas para qualquer negócio. Como esse tipo de produto vem ganhando cada vez mais espaço na rotina da população, um estabelecimento que os comercializam passa a se tornar um ponto de referência.

Isso promove maiores ganhos tanto com a venda dos próprios nutracêuticos, assim como de outros produtos que são comercializados no mesmo estabelecimento.

Ofertar compostos naturais

Nutracêuticos são produtos que possuem em suas concentrações uma grande variedade de compostos naturais, como vitaminas, minerais, aminoácidos, fitoquímicos e compostos antioxidantes.

Ao vender esse tipo de suplementação alimentar, o comerciante está ofertando aos clientes compostos naturais, que são diferentes de medicamentos clássicos, que vem sendo cada vez menos procurados e consequentemente consumidos.

Adequação à mentalidade populacional

Nos dias de hoje, as pessoas buscam cada vez mais um planeta sustentável, sem a presença de compostos químicos ou substâncias de origens desconhecidas. Estabelecimentos que não seguirem essa tendência serão passados por trás, podendo até mesmo sofrer boicote por parte dos consumidores.

Por isso, a venda de nutracêuticos é vista hoje em dia como uma adequação à mentalidade populacional. Para se manter competitivo no mercado, adequações dessa natureza são uma constante.

Segurança aos clientes

Por fim, um dos principais fatores pelos quais a venda de nutracêuticos pode alavancar o seu negócio, diz respeito à segurança que esse tipo de produto passa aos clientes.

Todo e qualquer tipo de nutracêucito é produzido sob rígidas normativas determinadas pela ANVISA. Dessa maneira, ao comercializar esse tipo de produto em seu estabelecimento, você promove segurança e fideliza o cliente, exatamente por esse motivo.

DoValle é referência em nutracêuticos

Depois de ter uma visão mais ampla de como a venda de nutracêuticos é capaz de alavancar seus negócios, que tal começar a mudar a saúde financeira de seu estabelecimento hoje mesmo?

A DoValle é conhecida pelos padrões de qualidade que aplica na produção de todos os seus produtos. Por isso, se você busca alavancar suas vendas e se tornar referência, conte conosco para lhe ajudar.

Contamos com grande linha de nutracêuticos especiais que pode ser conhecida através desse link. Torne-se referência, se adeque às necessidades do mercado e colha todos os benefícios financeiros dessa prática.

Viva melhor – A menopausa e o climatério

[Viva melhor] A menopausa e o climatério

Nem todas as mulheres passam tão intensamente por essa fase da maturidade, mas as que vivem esse período sabem que não é fácil. O cuidado e o acompanhamento da saúde são importantes para garantir mais conforto e bem-estar ao enfrentar a chegada da menopausa.

Entenda aqui quais são as diferenças entre a menopausa e o climatério e saiba como aproveitar mais e melhor a nova etapa!

 

#É tudo a mesma coisa?

Você certamente já ouviu alguém falar, mesmo que em tom de brincadeira: ‘Parece que estou na menopausa!’. Às vezes parece engraçado, mas o tema é sério e influencia diretamente na qualidade de vida e saúde das mulheres que percebem os sintomas dessa fase.

O novo período é marcado pela última menstruação, a Menopausa, que sinaliza o encerramento da vida reprodutiva das mulheres, iniciando um período de transição chamado climatério, que geralmente começa por volta dos 50 anos.

Cada mulher enfrenta esse processo de uma forma, e algumas vezes elas nem ao menos chegam a sentir os sintomas.

 

#O que fazer?

Existem diversos tipos de tratamentos hormonais, mas para algumas mulheres essa alternativa se apresenta mais como um malefício. Por isso, é importante analisar cada caso e não generalizar as necessidades das mulheres. Esse tipo de tratamento exige um rigoroso acompanhamento médico a fim de evitar complicações.

Existem também alternativas isentas de hormônios como medicamentos fitoterápicos, suplementos e homeopáticos, que podem proporcionar maior qualidade de vida nesse período, sem desencadear problemas.

Além do tratamento com fármacos é preciso que a mulher se atente a alguns aspectos que podem contribuir, e muito, para amenizar os sintomas da menopausa e do climatério:

 

  • Aumentar a ingestão de água e diminuir a de café, refrigerante, pimenta e outras bebidas quentes, pois esses são alimentos que contribuem para o aumento das ondas de calor noturnas. Além disso, o álcool também deve ser evitado à medida que contribui para a desidratação do organismo, aumentando os sintomas.
  • Quanto à alimentação, invista na soja! Ela contém estrogênio mineral que pode ajudar a diminuir os efeitos do climatério. Uma outra pedida é consumir linhaça e alimentos antioxidantes como as frutas cítricas. Não se esqueça também de diminuir o sal!
  • Para o bem-estar físico e mental, é importante também mudar os hábitos ou continuar praticando atividades físicas. Isso faz toda a diferença para o controle de doenças crônicas como colesterol e diabetes, além de contribuir para o humor, por conta da liberação de endorfina resultante.

 

Esses são alguns hábitos simples e que podem ser mudados para que você enfrente da melhor forma possível essa nova fase. É preciso entender que a menopausa e o climatério não são doenças, mas sim o marco importante na vida de toda a mulher.

É importante também não ter receio de procurar ajuda médica sempre que necessário e nem deixar que certos sintomas e situações particulares ditem a forma como você viverá a menopausa e o climatério. 

Dicas imperdíveis – Como ter mais disposição no seu dia

[Dicas imperdíveis] Como ter mais disposição no seu dia

O mês de janeiro é um mês um tanto complicado. Muitas pessoas voltam de férias e, nesse processo de readaptação, todos acabam sofrendo nesse período. Mas saiba que existem maneiras de driblar esse cansaço e indisposição e encarar os dias de retorno – e por que não todos os outros dias? – melhor. Confira aqui algumas dicas imperdíveis de como ter mais disposição no seu dia.

 

Acorde com tranquilidade

Existem dois tipos de pessoas: aquelas que enrolam na cama e acabam se atrasando ou os apressadinhos que levantam às pressas. Que tal adotar um meio termo? Acordar rápido demais pode levar a lesões na musculatura das costas devido à atrofia temporária dos músculos durante a manhã e também às horas de sono. Além disso, ao acordar bruscamente, o sangue tende a “correr’ para as pernas, causando tontura, principalmente nas mulheres

Por isso, acorde com calma. Dê aquela boa espreguiçada e só então levante!

 

Comece o dia com luz!

Para dormir, o escurinho é importantíssimo. Mas ao despertar, você precisa dizer ao seu corpo que está na hora de acordar. Por isso, não comece a realizar suas atividades na escuridão.

Acenda as luzes ou abra a janela para que a luz solar possa entrar, e então você está pronto para dar continuidade à sua rotina matinal.

 

Bom humor e gratidão

Pesquisadores da Universidade de Minnesota comprovaram que funcionários que iniciam seu dia com ideias e pensamentos positivos têm melhor relacionamento com seus colegas de trabalho, e encerram melhor o dia.

Que tal começar o dia com bons pensamentos e quem sabe fazendo o exercício da gratidão, valorizando coisas boas que aconteceram no dia anterior, alguém especial ou uma nova conquista pessoal?

 

Beba água

Após uma noite de sono, o corpo encontra-se desidratado, e como consequência aparecem sinais como falta de energia. Por isso, o consumo de água em jejum é importante para dar um bom “pontapé inicial” no seu dia.

 

Faça alguma atividade física

Além de ser ótimo para o organismo, fazer atividades físicas pela manhã te deixará mais desperto e também fará com que você comece o dia com satisfação pessoal, afinal, você estará cumprindo logo pela manhã um dos seus objetivos

 

Tome um bom café da manhã

Ainda que muita gente não tenha o hábito de tomar café da manhã, a refeição é considerada umas das três principais refeições essenciais, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, principalmente para aqueles que desenvolvem atividades matinais como trabalho, estudo ou até mesmo atividades físicas.

Fique de olho no conteúdo nutricional do seu café da manhã, mas consuma alimentos de sua preferência, para torná-la uma refeição prazerosa e saudável.

Para uma rotina mais agradável, conte também com Sedantol. Ele é um suplemento vitamínico que ajuda a eliminar os radicais livres causadores do estresse. Viva melhor!