Articulações Sinoviais: o que são e para que servem

articulações sinoviais

Você já ouviu falar em articulações sinoviais? 

O esqueleto humano é responsável pelo suporte estrutural, proteção de órgãos internos e facilitador da locomoção. No entanto, para que a locomoção ocorra, é importante que os ossos sejam capazes de se articular entre si e isso só é possível graças a essas articulações, que permitem estabilidade e potência de movimentos.

As articulações do corpo humano são definidas como o ponto onde dois ossos se encontram de modo adjacente. Existem diferentes tipos e são classificadas com base na amplitude de movimento realizado e o tipo de tecido que mantém os ossos unidos.

Continue com a leitura para saber mais sobre o assunto! 

Diferentes tipos de articulação

Antes de mais nada, é importante entender quais os tipos de articulações existem no corpo humano. Dá uma olhada! 

Articulações fibrosas

Também chamadas de sinartroses ou articulações imóveis, elas possuem uma pequena separação com tecido conjuntivo fibroso entre os ossos visando a absorção de impacto. Essa variação de articulação se faz presente em ossos do crânio e entre os ossos da tíbia e fíbula.

Articulações cartilaginosas 

Também conhecidas como anfiartrose ou articulações semimóveis, como o nome já sugere, ela apresenta um tecido cartilaginoso entre os ossos, o que permite pequenos movimentos sem atritos. Esse tipo de articulação pode ser encontrado em ossos do quadril e entre as vértebras.

Articulações sinoviais

Também conhecidas como articulações móveis, têm como principal característica o livre deslizamento entre as superfícies de ossos em virtude da presença de um líquido que recebe o nome de sinovial.

Diferente das outras articulações citadas, as articulações sinoviais se unem por meio de uma cápsula articular onde o líquido sinovial se faz presente, permitindo grande amplitude de movimento.

As articulações sinoviais são classificadas de acordo com a capacidade de movimentação que possuem. Caso elas se movam dentro de um eixo de rotação, elas são chamadas de uniaxiais; quando possuem dois eixos, são biaxiais e, se possuir três eixos, a nomenclatura muda para poliaxiais.

Esse tipo de articulação está presente entre o osso esterno e as clavículas, ombros, cotovelos, quadris, joelho e entre a tíbia e a fíbula (ossos abaixo do joelho). 

Envelhecimento das articulações 

A exemplo de outros tecidos corporais, como é o caso da pele, as articulações também envelhecem com o tempo.

De modo particular, as articulações sinoviais começam a envelhecer a partir dos 35 anos de idade.

A partir desse momento, alterações nas cartilagens e diminuição de líquido sinovial podem contribuir para disfunções cartilaginosas e instalação de processos de calcificação que podem levar à diminuição da flexibilidade e função locomotora.

Assim, cuidar dessas articulações de forma ininterrupta é essencial para quem busca liberdade e qualidade de vida.

Principais condições que acometem a saúde das articulações sinoviais 

Assim como ocorre nos outros tipos de articulação, as articulações sinoviais também estão sujeitas a falhas e problemas, na maioria das vezes por conta de doenças ou lesões.

Comumente os traumas como quedas ou impactos provenientes de acidentes, são as principais condições que podem afetar a saúde das articulações sinoviais.

Quando não afetadas por condições externas, esse tipo de articulação pode ser acometido por patologias específicas como: osteoartrite, gota ou doenças de cunho autoimune, como é o caso da osteoartrite ou da espondilite anquilosante, por exemplo.  

Mantendo a saúde das articulações sinoviais

Manter a saúde das articulações sinoviais é uma tarefa mais simples do que se pode imaginar. Através da adoção de ações a seguir, é possível garantir a saúde delas por muitos anos. 

Manutenção do peso 

O excesso de peso causa pressões extras às articulações, principalmente nas dos membros inferiores que podem sofrer maior impacto e perder suas funcionalidades de forma acelerada. Assim, se manter dentro de um peso saudável é importante para a saúde e funcionamento das articulações sinoviais.

Alimentação saudável 

Por meio da alimentação, é possível entrar ou sair de quadros inflamatórios sistêmicos crônicos. Logo, se alimentar de maneira saudável, visando alimentos de baixo teor inflamatório, contribuem para a saúde do líquido sinovial que envolve essas articulações, evitando processos inflamatórios e, assim, mantendo-as saudáveis e funcionais.

Prática de atividades físicas 

Embora as articulações forneçam estabilidade ao organismo, manter musculatura ao redor fortalecida é de grande importância. Atividades de força e de amplitude como é o caso da musculação, pilates e ioga promovem saúde e longevidade das articulações sinoviais.

Uso de nutracêuticos 

E, por último, mas não menos importante, temos o uso de nutracêuticos. Embora manter o peso, se alimentar de maneira saudável e praticar atividades físicas sejam ações importantes para manutenção e saúde das articulações sinoviais, é preciso ter em mente que elas passam por um processo natural de envelhecimento.

Assim, fazer uso de suplementação, é uma ótima opção para mantê-las saudáveis e funcionais por mais tempo. Uma ótima opção para a saúde das articulações sinoviais é o Algi Articular.

Elaborado a partir de peptídeos bioativos de colágenos associados com vitaminas A, C, D, E e minerais como zinco e manganês, se você sente dores ou desconfortos articulares, converse com seu médico de confiança sobre o uso de Algi Articular.

E já que estamos falando de saúde articular, que tal conhecer de maneira mais profunda sobre a artrite, uma doença que atinge as articulações? Para isso basta clicar aqui!