Nutrição e Imunidade

Nutrição e Imunidade: Fiquei doente. E agora?

 

Mesmo mantendo uma rotina regular de exercícios físicos, associada a uma ótima alimentação, algumas vezes (infelizmente) ficaremos doentes. Uma mudança abrupta no tempo, uma rotina atípica ou a ingestão de algum alimento contaminado são capazes de abrir alas para um micro-organismo oportunista.

Em casos assim, é comum o desenvolvimento de sintomas extremamente desagradáveis, como: náuseas, vômito, distensão abdominal, gases, diarreia, dores de cabeça e no corpo.

É importante realizar, antes de tudo, uma consulta médica para verificar que tipo de doença lhe atingiu. Feito isso, algumas estratégias dietéticas farão toda a diferença na sua recuperação.

1) Hidrate-se! Além da água, a inserção de água de coco torna-se de grande valia;

2) Ingira frutas e verduras! Esses alimentos são ricos em micronutrientes fundamentais para melhorar sua imunidade. Esqueça aquela famosa recomendação de comer coisas “leves” como bolachas de água e sal, pois sua composição é extremamente ruim em termos nutricionais.

3) A suplementação com probióticos seria interessante para reestabelecer sua flora intestinal, juntamente com glutamina e prebióticos. Lembre-se que fortalecer suas bactérias boas é fundamental;

4) Não fique sem proteínas! Sendo assim, a utilização de suplementos proteicos pode fazer toda diferença. O Whey Protein aumenta a quantidade de imunoglobulinas, impulsionando a resposta imunológica.

5) Não esqueça de utilizar Ômega 3. Além de simples, prático e barato, essa suplementação representa um importante fator de proteção através do seu alto potencial anti-inflamatório.

Essas são apenas algumas sugestões dentre tantas outras. Lembre-se de procurar um profissional para lhe ajudar!

 

Por:

Wenceslau Fernandes

Nutricionista | CRN10 6396