Viva melhor – A menopausa e o climatério

[Viva melhor] A menopausa e o climatério

Nem todas as mulheres passam tão intensamente por essa fase da maturidade, mas as que vivem esse período sabem que não é fácil. O cuidado e o acompanhamento da saúde são importantes para garantir mais conforto e bem-estar ao enfrentar a chegada da menopausa.

Entenda aqui quais são as diferenças entre a menopausa e o climatério e saiba como aproveitar mais e melhor a nova etapa!

 

#É tudo a mesma coisa?

Você certamente já ouviu alguém falar, mesmo que em tom de brincadeira: ‘Parece que estou na menopausa!’. Às vezes parece engraçado, mas o tema é sério e influencia diretamente na qualidade de vida e saúde das mulheres que percebem os sintomas dessa fase.

O novo período é marcado pela última menstruação, a Menopausa, que sinaliza o encerramento da vida reprodutiva das mulheres, iniciando um período de transição chamado climatério, que geralmente começa por volta dos 50 anos.

Cada mulher enfrenta esse processo de uma forma, e algumas vezes elas nem ao menos chegam a sentir os sintomas.

 

#O que fazer?

Existem diversos tipos de tratamentos hormonais, mas para algumas mulheres essa alternativa se apresenta mais como um malefício. Por isso, é importante analisar cada caso e não generalizar as necessidades das mulheres. Esse tipo de tratamento exige um rigoroso acompanhamento médico a fim de evitar complicações.

Existem também alternativas isentas de hormônios como medicamentos fitoterápicos, suplementos e homeopáticos, que podem proporcionar maior qualidade de vida nesse período, sem desencadear problemas.

Além do tratamento com fármacos é preciso que a mulher se atente a alguns aspectos que podem contribuir, e muito, para amenizar os sintomas da menopausa e do climatério:

 

  • Aumentar a ingestão de água e diminuir a de café, refrigerante, pimenta e outras bebidas quentes, pois esses são alimentos que contribuem para o aumento das ondas de calor noturnas. Além disso, o álcool também deve ser evitado à medida que contribui para a desidratação do organismo, aumentando os sintomas.
  • Quanto à alimentação, invista na soja! Ela contém estrogênio mineral que pode ajudar a diminuir os efeitos do climatério. Uma outra pedida é consumir linhaça e alimentos antioxidantes como as frutas cítricas. Não se esqueça também de diminuir o sal!
  • Para o bem-estar físico e mental, é importante também mudar os hábitos ou continuar praticando atividades físicas. Isso faz toda a diferença para o controle de doenças crônicas como colesterol e diabetes, além de contribuir para o humor, por conta da liberação de endorfina resultante.

 

Esses são alguns hábitos simples e que podem ser mudados para que você enfrente da melhor forma possível essa nova fase. É preciso entender que a menopausa e o climatério não são doenças, mas sim o marco importante na vida de toda a mulher.

É importante também não ter receio de procurar ajuda médica sempre que necessário e nem deixar que certos sintomas e situações particulares ditem a forma como você viverá a menopausa e o climatério. 

Dicas imperdíveis – Como ter mais disposição no seu dia

[Dicas imperdíveis] Como ter mais disposição no seu dia

O mês de janeiro é um mês um tanto complicado. Muitas pessoas voltam de férias e, nesse processo de readaptação, todos acabam sofrendo nesse período. Mas saiba que existem maneiras de driblar esse cansaço e indisposição e encarar os dias de retorno – e por que não todos os outros dias? – melhor. Confira aqui algumas dicas imperdíveis de como ter mais disposição no seu dia.

 

Acorde com tranquilidade

Existem dois tipos de pessoas: aquelas que enrolam na cama e acabam se atrasando ou os apressadinhos que levantam às pressas. Que tal adotar um meio termo? Acordar rápido demais pode levar a lesões na musculatura das costas devido à atrofia temporária dos músculos durante a manhã e também às horas de sono. Além disso, ao acordar bruscamente, o sangue tende a “correr’ para as pernas, causando tontura, principalmente nas mulheres

Por isso, acorde com calma. Dê aquela boa espreguiçada e só então levante!

 

Comece o dia com luz!

Para dormir, o escurinho é importantíssimo. Mas ao despertar, você precisa dizer ao seu corpo que está na hora de acordar. Por isso, não comece a realizar suas atividades na escuridão.

Acenda as luzes ou abra a janela para que a luz solar possa entrar, e então você está pronto para dar continuidade à sua rotina matinal.

 

Bom humor e gratidão

Pesquisadores da Universidade de Minnesota comprovaram que funcionários que iniciam seu dia com ideias e pensamentos positivos têm melhor relacionamento com seus colegas de trabalho, e encerram melhor o dia.

Que tal começar o dia com bons pensamentos e quem sabe fazendo o exercício da gratidão, valorizando coisas boas que aconteceram no dia anterior, alguém especial ou uma nova conquista pessoal?

 

Beba água

Após uma noite de sono, o corpo encontra-se desidratado, e como consequência aparecem sinais como falta de energia. Por isso, o consumo de água em jejum é importante para dar um bom “pontapé inicial” no seu dia.

 

Faça alguma atividade física

Além de ser ótimo para o organismo, fazer atividades físicas pela manhã te deixará mais desperto e também fará com que você comece o dia com satisfação pessoal, afinal, você estará cumprindo logo pela manhã um dos seus objetivos

 

Tome um bom café da manhã

Ainda que muita gente não tenha o hábito de tomar café da manhã, a refeição é considerada umas das três principais refeições essenciais, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, principalmente para aqueles que desenvolvem atividades matinais como trabalho, estudo ou até mesmo atividades físicas.

Fique de olho no conteúdo nutricional do seu café da manhã, mas consuma alimentos de sua preferência, para torná-la uma refeição prazerosa e saudável.

Para uma rotina mais agradável, conte também com Sedantol. Ele é um suplemento vitamínico que ajuda a eliminar os radicais livres causadores do estresse. Viva melhor!