3 dicas para prevenir a perda de massa muscular na terceira idade

perda de massa muscular na terceira idade

Dicas de alimentação e atividade física podem ajudar a prevenir a perda de massa muscular na terceira idade

Conhecida como sarcopenia, a perda de massa muscular na terceira idade é algo natural que atinge tanto homens quanto mulheres. Mesmo assim, ela pode afetar drasticamente a qualidade de vida nessa idade, já que limita a mobilidade e aumenta o risco de quedas.

Um dos grandes problemas da sarcopenia é que o processo da perda de massa muscular começa já entre os 30 e 40 anos de idade, mas é pouco perceptível. No entanto, além de fornecer força, a massa muscular também está associada a imunidade, densidade óssea, equilíbrio e regulação da temperatura, entre outros, e por isso precisa ser mantida durante a terceira idade.

Por que a perda de massa muscular na terceira idade é algo natural?

A sarcopenia é um processo que envolve diversos aspectos, mas está relacionada principalmente a alimentação e atividade física.

Em nosso metabolismo, os músculos mantém um balanço entre a quebra e a produção das moléculas de proteínas. Assim, o ganho ou perda depende dessa balanço e do que fazemos para mantê-lo.

Embora a perda de massa muscular na terceira idade seja normal, a sarcopenia pode ser prevenida.

3 dicas para prevenir a perda de massa muscular na terceira idade 

  • Pratique atividades físicas

O sedentarismo é uma das principais causas da sarcopenia. Isso porque o desuso dos músculos causa sérios problemas sobre a síntese de proteínas. Assim, quanto menos esforço for exigido dos músculos, maior é a perda de massa muscular.

Ao mesmo tempo, o corpo responde rapidamente quando é exigido. Portanto, se você começa a praticar mais atividades e exigir mais dos seus músculos, mais você aumenta a síntese de proteínas. Isso pode desacelerar e até reverter a perda de massa muscular.

Entre os melhores exercícios para prevenir a perda de massa muscular na terceira idade podemos incluir os de resistência, como a musculação, pilates e caminhada, pelo menos de 2 a 3 vezes por semana.

  • Tenha uma dieta rica em proteínas

Além da prática do exercício físico, outra dica importante é o consumo de proteínas e aminoácidos. Uma combinação de alimentos ricos com esses nutrientes garante a manutenção das funções musculares e evita a perda de massa.

Mesmo assim, a dificuldade de mastigação pode fazer com que idosos deixem de comer, por exemplo, carnes brancas e vermelhas, principais fontes de proteína. Além disso, a absorção de nutrientes na terceira idade tende a ser mais deficiente.

Por isso, além de manter uma dieta ricas em proteínas – e também em cálcio, sódio e potássio, entre outros – é aconselhável utilizar suplementos naturais. Eles vão garantir que os níveis corretos de ingestão de proteínas sejam atingidos. Mesmo seguindo uma dieta rica e balanceada, muitas vezes esses patamares não são atingidos. Por isso, a suplementação se faz necessária.

  • Consuma vitamina D

A vitamina D é um importante aliado para prevenir a perda de massa magra na terceira idade. Isso porque ela atua com função antioxidante e transportadora de cálcio. Ela também está bastante associada a força muscular e estabilidade corporal.

Essa vitamina atua principalmente na prevenção da perda de massa muscular e na captação de cálcio. Por isso, a carência dessa vitamina pode resultar em perda mais acelerada de massa e dificuldades para realizar atividades diárias.

Assim como as proteínas, caso a dieta não consiga suprir os níveis básicos, ele pode ser utilizado como complemento uma suplementação ou um nutracêutico.

Conheça os produtos da Dovalle para a suplementação na terceira idade

O Bucliplex é um suplemento que contém aminoácidos essenciais e vitaminas B e C. Esses elementos contribuem para uma boa saúde e atuam na prevenção da perda de massa muscular. Composto também por poliaminoácidos e ingredientes como L-Leucina, ele tem efeitos benéficos na manutenção da massa muscular e na reposição dos nutrientes.

 

Como os suplementos podem contribuir para a longevidade

suplementos podem contribuir para a longevidade

O envelhecimento é um processo natural de qualquer ser humano. No entanto, viver bem e melhor também é um desejo comum, mas que nem sempre é fácil de ser cumprido. Nesse sentido, os suplementos podem contribuir para a longevidade e ter um papel fundamental na qualidade de vida durante a terceira idade.

Antes de tudo, é importante entender alguns conceitos sobre o processo de envelhecimento.

Por que e como envelhecemos?

O processo de envelhecimento acontece principalmente em função do tempo e é também influenciado por fatores externos. Assim, as células diminuem suas atividades ou até mesmo as encerram. Isso pode ainda desencadear uma série de problemas em outros órgãos.

Além disso, alguns fatores externos como exposição aos raios solares, alimentação inadequada, consumo de álcool e cigarro, por exemplo, geram um aumento na produção de radicais livres.

Esses radicais são uma das principais causas do envelhecimento e para proteger o organismo contra eles, são necessárias substâncias como vitaminas, minerais e antioxidantes. Esses elementos agem neutralizando os efeitos negativos dessas substâncias e a principal fonte desses nutrientes é a alimentação. E esse é justamente o maior problema na terceira idade.

Nosso corpo necessita de nutrientes para reparar, recuperar e executar funções. Para isso, é preciso ter uma dieta adequada e rica em nutrientes. O que acontece na terceira idade é que, muitas vezes, os alimentos que são ricos em nutrientes são duros demais e exigem uma mordida mais potente, o que pode ser uma dificuldade para os idosos.

Assim, surge a carência de nutrientes. Mas como resolvê-la?

Como os suplementos podem contribuir para a longevidade?

Muitos fatores, além dos suplementos, podem contribuir para a longevidade. Entre eles, podemos citar um estilo de vida saudável, com a prática de atividades físicas regulares e uma boa alimentação. Mas quando uma dessas atividades não é feita, acontece um desequilíbrio, que pode desencadear um envelhecimento mais rápido e uma tendência maior ao surgimento de doenças.

Por isso, os suplementos nutricionais são feitos para reforçar e melhorar o desempenho de algumas funções do organismo. Além disso, eles repõe energia e nutrientes que auxiliam, por exemplo, a reduzir a perda de massa magra e de força da musculatura, o que pode auxiliar o idoso na prática de atividades físicas.

O uso desse tipo de suplemento é recomendado principalmente para evitar a desnutrição. Além disso, eles podem garantir a oferta de doses essenciais de proteínas e nutrientes. Isso porque os suplementos e nutracêuticos contêm vitaminas, minerais e outras substâncias que já são encontradas nos alimentos e plantas e ajudam a manter uma boa nutrição.

Exemplos de suplementos

Um exemplo são as vitaminas, que são alguns dos elementos essenciais para o bom funcionamento do corpo. O consumo de vitamina E é bastante eficaz no combate aos radicais livres. Já a vitamina D regula o sistema imunológico, além de zinco, creatina e betacaroteno, entre outros.

Uma boa opção é então apostar nos multivitamínicos, como o Glineon A-Z.  Ele contém todas as vitaminas e minerais que o organismo precisa para funcionar corretamente. Estes suplementos podem contribuir para a longevidade porque repõe esses nutrientes necessários à várias funções do corpo, principalmente nessa fase da vida.

Paralelamente com os multivitamínicos, é importante que, durante a terceira idade, sejam consumidos também outro suplementos. Assim, eles podem atuar em carências específicas, como falta de cálcio ou ferro. Com isso, o idoso se torna mais apto a praticar atividades físicas, por exemplo, o que torna os resultados dessa suplementação ainda melhores.

Manter bons hábitos nutricionais: a chave para a longevidade

Para ter uma vida mais longa e saudável, a boa nutrição é essencial. Por isso, alimentar-se adequadamente e complementar com uma boa suplementação pode ser a chave do sucesso. Além disso, é importante lembra-se de fazer exames regulares e contar com o auxílio de profissionais habilitados.

 

 

 

Principais cuidados nutricionais no período gestacional: você sabe quais são?

cuidados nutricionais no período gestacional

Para garantir uma boa saúde da mãe e do bebê, alguns cuidados nutricionais no período gestacional são essenciais.

Durante a gravidez diversas alterações fisiológicas acontecem no corpo da mulher, já que milhões de novas células estão sendo formadas. Por isso, existem diversos cuidados nutricionais no período gestacional que são importantes para manter mãe e bebê saudáveis.

Nesse período, é importante observar que tanto o exagero quanto a carência na alimentação precisam ser acompanhados de perto para evitar qualquer desequilíbrio.

Antes de saber quais são os principais cuidados nutricionais no período gestacional, é importante você saber que a necessidade de nutrientes varia entre os trimestres da gestação. No entanto, não se esqueça de que uma dieta balanceada é essencial durante todos os 9 meses!

Quais os nutrientes mais importantes em cada fase da gestação?

  • 1º trimestre

Durante os 3 primeiros meses de gestação, alguns nutrientes são extremamente importantes.

Um deles é o Ácido Fólico, que pode ser consumido com mais frequência inclusive antes da gravidez. Ele atua na formação do tubo neural do feto, que vai dar origem ao cérebro e medula espinhal, e por isso ele é tão importante.

Embora ele possa ser consumido através da dieta, muitas vezes esses níveis não são suficiente. Assim, o médico pode recomendar uma suplementação adequada.

  •  2º trimestre

Nesse período da gestação, a vitamina C é muito importante porque ela age na formação do colágeno – que ajuda a compor pele, ossos e cartilagem – e também aumenta a absorção de ferro.

Além dessa vitamina, outros elementos são essenciais nessa fase, como o magnésio, que ajuda na formação dos tecidos corporais e o ferro, fundamental para o transporte de oxigênio pelo corpo.

  •  3º trimestre

Durante os 3 últimos meses de gestação, um dos elementos principais da dieta deve ser o cálcio.

Ele tem um papel fundamental na formação óssea do bebê e ainda contribui para a saúde óssea da mãe. Além disso, ele tem um papel de destaque: é ele que auxilia na produção do leite materno.

O cálcio pode ajudar também no sistema circulatório, mantendo uma boa pressão e batimentos cardíacos adequados.

Anote: nutrientes mais importantes durante a gestação

  • Ferro

O ferro tem a função de transportar oxigênio para diversas partes do corpo, mas principalmente o cérebro. Por isso, sua carência pode causar problemas no desenvolvimento cerebral do bebê e anemia.

Além de alimentos como carnes, ovos, feijão e verduras, o ferro pode ser obtido através de suplementação, como o Rubralong, que atua na reposição desse nutriente.

Para melhorar ainda mais a absorção desse nutriente, é recomendado também consumir em conjunto alimentos ricos em vitamina C, como frutas cítricas, tomate e verduras.

  • Vitamina A

A vitamina A atua principalmente no sistema imunológico e no desenvolvimento celular do feto. Por isso, ela é essencial para o crescimento do bebê e na formação dos seus ossos e dentes.

Para ingerir essa vitamina, além dos polivitamínicos como Adeplexe Glineon, você pode consumir alimentos como leite e derivados, fígado, folhas verdes, batata doce e frutas como laranja, manga e mamão.

  • Vitamina D

A vitamina D é responsável por absorver o cálcio no nosso corpo. Por isso, manter uma boa ingestão de ambos é importante para a formação óssea do bebê e da mãe.

Além disso, uma exposição regular ao sol estimula a produção dessa vitamina e pode ser muito benéfico para a manutenção da saúde a longo prazo.

  • Zinco

O zinco é um elemento muito requisitado pelo bebê durante a gestação, o que pode gerar uma carência desse nutriente pela mãe. Por isso, é importante repor o zinco nas doses adequadas, já que ele atua no desenvolvimento cerebral do bebê durante todas as fases da gestação.

O papel dos suplementos nos cuidados nutricionais no período gestacional

Uma alimentação equilibrada é o primeiro passo para garantir todo o consumo de vitaminas e minerais nos níveis essenciais. No entanto, muitas vezes isso não é possível devido ao metabolismo da gestante ou seu estilo de vida.

Por isso, o uso de suplementos nutricionais especiais como o Foliane, é essencial para garantir a nutrição adequada. Esse suplemento supre as necessidades diárias de vitaminas e minerais da mulher nessa fase, com uma associação de ácido fólico e outros nutrientes.

 

Para prevenir a artrite: 3 cuidados para ter antes dos 30 anos

prevenir a artrite

Alguns hábitos podem prevenir a artrite e contribuir com a saúde a longo prazo. Confira!

A artrite é uma doença que atinge diversos tipos de pessoas e causa muitos transtornos para o dia a dia. Mas você sabia que com algumas ações simples é possível prevenir a artrite?

Principalmente antes dos 30 anos, esses hábitos podem realmente trazer resultados positivos para a saúde e o bem-estar a longo prazo.

A artrite nada mais é do que uma inflamação nas articulações, que são as junções de duas extremidades ósseas. Ela pode ser causada por diversos fatores, entre eles o desgaste dos ossos, falta de proteínas, carência de nutrientes ou ainda infecções.

Alguns grupos de pessoas estão mais sujeitas a ter esse tipo de inflamação. Um exemplo são os idosos com comprometimento da densidade mineral óssea, mulheres na pós-menopausa, atletas com desgaste articular. Por isso é tão importante prevenir a artrite, principalmente enquanto ainda se é jovem.

Veja a seguir algumas dicas para prevenir a artrite antes dos 30 e ter mais qualidade de vida até o fim da vida:

– Fazer exercícios regulares e sob supervisão

A prática de exercícios físicos traz diversos benefícios para a saúde, como melhorar a função do coração, diminuir a pressão alta e controlar o peso. Mas além disso, essa prática pode também prevenir a artrite e fortalecer os ossos.

Sabe por quê?

Os exercícios físicos aumentam a flexibilidade, a resistência e a força muscular. Além disso, eles fortalecem a massa muscular e atrasam a perda da massa óssea, ajudando a prevenir a artrite.

A dica para praticar exercícios da melhor forma é manter-se dentro do seu limite. Comece com atividades mais leves no começo, como caminhadas e natação, praticando no mínimo 3 vezes por semana durante 30 minutos.

Outro item importante para ser lembrado e que ajuda a prevenir a artrite é alongar-se sempre antes e depois dos exercícios físicos. Seja cauteloso com esportes de mais impacto, como futebol e basquete, por exemplo.

– Manter uma boa alimentação

Que uma boa alimentação é essencial para manter a saúde, todo mundo sabe. Mas você sabe como ela ajuda também a prevenir a artrite?

A artrite pode estar muitas vezes associada a carência de nutrientes. Essa carência também pode desencadear a artrose – uma artrite que ocorre por conta da degeneração das cartilagens. Por isso, uma alimentação rica em vitamina C e cálcio, por exemplo, pode diminuir o desgaste das cartilagens e ajudar a prevenir a artrite.

Assim, alguns alimentos como frutas cítricas, peixes e produtos derivados do leite também contribuem para melhorar a resistência. Eles também previnem esses desgastes e inflamações que são comuns nas estruturas ósseas. Além disso, eles atuam como anti-inflamatórios em casos de dores.

– Adotar uma suplementação adequada

O desgaste dos ossos e das articulações é um processo natural que acontece ao longo da vida das pessoas. No entanto, é possível prevenir a artrite e garantir uma qualidade de vida maior para quando alcançar a terceira idade.

Além dos hábitos citados acima, uma importante parte desse processo de prevenir a artrite é o uso de suplementos e nutracêuticos.

Nessa categoria, há aqueles como o Algi Articular, que atua na manutenção da saúde das articulações. Com uma mistura de colágeno, vitaminas e minerais, ele consegue melhorar a densidade dos ossos e reduzir a degradação natural das articulações. Ele também previne lesões, auxilia no aumento da força e massa óssea e é completo para a saúde articular.

Ao mesmo tempo, alguns suplementos como o Algi Ósseo, são voltados para o metabolismo dos ossos. Ele contém ingredientes como cálcio, magnésio, vitaminas D3 e K2. É importante lembrar que tanto a saúde dos ossos quanto a das articulações são importantes para a qualidade de vida ao longo dos anos.

Dovalle – O laboratório amigo da sua saúde

A Dovalle atua sempre como uma amiga da sua saúde, oferecendo uma gama de suplementos e nutracêuticos que dão o suporte para uma vida longa e saudável. Por isso, nos preocupamos com cada parte e cada etapa da sua saúde. Para conhecer todos os produtos da nossa linha, acesse aqui.